Evento sobre dessalinização e visitas à empresas de energia foram alguns dos compromissos do presidente da APESC na Espanha

apescadmin

Gerson Berti participou de encontros em algumas cidades espanholas, buscando atualizações e parcerias para o setor em Santa Catarina

Em viagem à Espanha na última semana, o presidente da Associação dos Produtores de Energia (APESC), Gerson Berti, teve diversas agendas com empresários do setor de energia do País.

Na segunda-feira (25/11), o presidente fez uma visita na sede da startup de tecnologia espanhola Vortex Bladeless. A empresa está desenvolvendo um tipo de turbina eólica sem pás, engrenagens ou eixos, que não emite ruídos e se aplica para a geração distribuída, em lugares com vento, como litoral e serra, vindo como um complemento à geração solar. Na ocasião, Berti foi recebido pelo CEO, Rodrigo Rupérez (dir.), e pelo inventor da inovação, David Yáñez (esq), que apresentaram o estágio de desenvolvimento do equipamento, e aproveitou para convidar os empresários para montar um protótipo em Santa Catarina.

“Temos em Santa Catarina um potencial excelente para o tipo de turbina que a Vortex fabrica. Iniciamos conversas que, espero poder dar continuidade, pois essa é uma tecnologia que seria muito bem vinda e traria muitos benefícios para o estado, no setor”, analisa Berti.

Um dos eventos da agenda do presidente da APESC no país, foi a Semana de Dessalinização – Líderes em inovação: Dessalinização sustentável, em Denia. Ele esteve presente na terça (26/11), onde foi discutido, entre diversos outros temas, o futuro na dessalinização, principais ameaças e campos de investigação. Em seguida, os convidados se reuniram em um jantar de confraternização. Estiveram presentes Jose Luis Soler, da Ecowater; Guillem Gilabert-Oriol, da DuPont Water Solutions; Frank Rogalla e Victor Monsalvo, da Aqualia; Jordi Salvador, da Iese Business School; Fermín Jiménez, da MITECO; e Carlos de Juan, da Saint Gobain.

Outros compromissos também foram agendados em outras cidades como Almeria, uma referência mundial em cultivo protegido. Na região, localizada ao sul do país, Berti pôde visitar algumas plantações de hidropônicos, modelo referência na cidade que possui mais de 50 mil hectares muito bem aproveitados, plantados com frutas e hortaliças.

“Durante essa viagem pude ver de perto muita tecnologia nova que poderia facilmente ser aplicada ou trazida para o Brasil. Esse foi o ponto alto de todos encontros, a troca de ideias e informações que trarão benefícios para o nosso estado”, avalia Berti.

Confira fotos das agendas:

Fonte: Assessoria de imprensa APESC

Posts Recomendados



Deixe uma resposta