Brasil tem quase 200 startups para resolver questões e energia - APESC | Associação dos Produtores de Energia de Santa Catarina
slideslide

Brasil tem quase 200 startups para resolver questões e energia

Um estudo realizado pela consultoria de gerenciamento e aceleradora Quintessa mapeou 192 startups brasileiras que podem ajudar a resolver a questão energética do país. Os principais potenciais apontam para três áreas urgentes: uso de fontes renováveis, eficiência energética, monitoramento e gerenciamento de energia.

Segundo o levantamento, grande parte das empresas de inovação identificadas tem capacidade de auxiliar a indústria privada e setores públicos na melhor utilização de recursos energéticos, na oferta de energias ambientalmente mais amigáveis, além de ajudar a entender possíveis e melhores cenários futuros.

Um dos destaques é o número de 100 startups com foco em energia solar, o que demonstra a força e crescente demanda por essa fonte e pela necessidade de diversificação da matriz brasileira, ainda muito dependente das hidrelétricas.

Já no campo da energia eólica, que representa quase 10% da matriz nacional, foi encontrada somente uma startup, mas a aceleradora ressalta que alguns negócios que oferecem assinatura de energia limpa incluem os aerogeradores entre as tecnologias possíveis.

Na parte de eficiência energética a representatividade das empresas mapeadas chega a 20% com o foco em otimizar a geração de energia utilizando menos recursos naturais ou custos. Alguns exemplos são soluções que se acoplam a chuveiros para aquecer a água gastando menos energia, ou como a Energia das Coisas, que monitora todos os equipamentos eletrônicos e propõe planos para economia de energia.

Neste mesmo sentido, há 21 especializadas ou 11% em gerenciamento de energia para companhias ou indústrias, que conseguem entender as necessidades e apresentar as melhores soluções em energias renováveis.

Tecnologia do Google TradutorTradutor