Gás natural catarinense bate recorde em 2021 - APESC | Associação dos Produtores de Energia de Santa Catarina
slideslide

Gás natural catarinense bate recorde em 2021

Com 1.901 novos consumidores de gás natural, a SCGÁS bateu o recorde de ligações em 2021, crescimento de 11,36% em relação a 2020, o último melhor resultado. Para suportar o crescimento no número de clientes, a companhia construiu 84 quilômetros de rede de distribuição no ano passado, crescimento de 51% em relação ao total de redes construídas em 2020. 

Ao todo, Santa Catarina concentra 18.634 clientes diretos, entre indústrias, unidades residenciais, estabelecimentos comerciais e postos de combustíveis, além dos 112.353 usuários de Gás Natural Veicular (GNV) conforme dados de julho de 2021 do Denatran. Com 1.840 novas unidades no ano, o segmento residencial foi o que mais cresceu o número de clientes: 11,78%, o que materializa o resultado da parceria com construtoras e as destacadas vantagens do gás natural em centros urbanos verticalizados.

No que se refere a investimentos para ampliação de rede, foram destinados R$ 70 milhões em projetos, materiais e obras de ampliação da rede no ano passado. Com 21 anos de distribuição, Santa Catarina já concentra mais de 1,3 mil quilômetros de rede. Atualmente, a rede passa por 69 cidades, incluindo a oferta através do modal de operação com Gás Natural Comprimido (GNC), no qual o insumo é distribuído por via rodoviária. Com esses dados, o Estado tem 23,39% das cidades com o insumo, segundo melhor índice nacional.

Entre as obras de ampliação da rede realizadas, destaca-se o projeto Serra Catarinense, com a construção de 17,4 km de rede, um investimento de mais de R$ 18 milhões, levando a rede de distribuição até Lages, saindo de Indaial. Desde 2020, Lages já é atendida pela rede local e isolada, projeto pioneiro em Santa Catarina, e abastecida com o modal GNC, que garante o fornecimento do energético ao município até a chegada da rede estruturante, prevista para 2024. Esse projeto contribui com a estratégia da concessionária de desconcentração da oferta de gás natural do litoral. 

Destacam-se também investimentos em Garuva, para construção de 11 km de rede, interligando, principalmente, indústrias da região. No Vale do Itajaí, foram construídos cerca de oito quilômetros de rede, para manter a estabilidade operacional do sistema frente ao aumento da demanda de gás na região. Além de obras para atender novas indústrias, foram realizadas obras de ampliação no mercado urbano em São José, Balneário Camboriú, entre outros. 

Resultados econômicos  - Pela primeira vez na história, a receita da SCGÁS ultrapassou os R$ 2 bilhões e a distribuidora encerrou o exercício de 2021 com lucro líquido de R$162,73 milhões, quase 80% do previsto. O resultado foi impactado, principalmente, pelos R$ 89 milhões de receita extraordinária referente ao processo de exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS. Esses resultados foram alcançados devido à segurança regulatória, pois a empresa retomou sua capacidade financeira e recuperação do caixa operacional, podendo ampliar ainda mais os investimentos para implantação de novas redes nos próximos anos. 

Tecnologia do Google TradutorTradutor