Inaugurada ampliação da PCH Celso Ramos e de usina solar no Oeste de Santa Catarina - APESC | Associação dos Produtores de Energia de Santa Catarina
slideslide

Inaugurada ampliação da PCH Celso Ramos e de usina solar no Oeste de Santa Catarina

Em Faxinal dos Guedes, no fim de setembro, foi inaugurada a ampliação da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Celso Ramos. Com investimentos de R$ 40 milhões, a PCH teve sua potência ampliada para 13,9 megawatts (MW), suficiente para atender cerca de 50 mil unidades consumidoras residenciais. No mesmo ato, foi realizada a inauguração da usina solar Celso Ramos, um projeto-piloto da Celesc que vai injetar energia na rede de distribuição da companhia.

“A ampliação da geração de energia limpa em Santa Catarina é uma vitória para todos, para os que investem no segmento e veem uma perspectiva de expansão, bem como para os consumidores, que passam a contar uma oferta maior de energia de fonte renovável, a preços menores”, declarou o presidente da Associação de Produtores de Energia de Santa Catarina (Apesc), Gerson Berti.

O projeto da ampliação consistiu na implantação de um novo circuito adutor, com canal de adução, conduto forçado e construção de nova casa de força, com duas unidades geradoras de 4.150 kW cada. A barragem foi reforçada, assim como a subestação de conexão em 69 kV, interligada à subestação (SE) de Faxinal dos Guedes. A ampliação da PCH Celso Ramos vem somar 8,3 MW ao parque de usinas da Celesc Geração, que atualmente possui 12 usinas hidrelétricas em operação, passando a contar com 115 MW de potência instalada, no total.

O presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, destacou que a obra de ampliação da PCH foi realizada em tempo recorde. “Todas as empresas contratadas são de Santa Catarina. Isso gerou emprego e renda e, agora, os benefícios vão continuar”, enfatizou.

Primeira usina solar da Celesc - Classificada como microgeração, a primeira usina solar da Celesc injetará energia na rede de distribuição da companhia, energia que se transformará em créditos para a Celesc Geração. De acordo com diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios, Pablo Cupani Carena, desta forma será possível conhecer melhor a tecnologia, a operação e os custos da geração solar.

“O projeto conta com potência instalada de 28 kWp, o equivalente ao consumo interno das unidades administrativas da Celesc Geração. Esse empreendimento permitirá conhecer a tecnologia, avançar em um novo modelo de negócios e pensar nisso como um vetor de desenvolvimento futuro, para que a Celesc possa explorar também a energia solar de forma sustentável e que ajude nas receitas do grupo”, disse.

A Celesc planeja para os próximos anos a ampliação do seu parque gerador hídrico, por meio do aumento da capacidade de suas principais PCHs. A usina Salto Weissbach, localizada em Blumenau, passará de 6,3 MW para 29,3 MW, enquanto a Usina Caveiras, situada em Lages, passará de 3,8 MW para 8,5 MW. Destaca-se ainda a reativação da Usina Maruim, em São José, com processo licitatório para contratação das obras em andamento, que acrescerá 1 MW de potência instalada. Ao todo, nos três projetos, serão investidos cerca de R$ 250 milhões.

Tecnologia do Google TradutorTradutor