Santa Catarina mais do que dobra potência instalada para geração de energia solar em 2021 - APESC | Associação dos Produtores de Energia de Santa Catarina
slideslide

Santa Catarina mais do que dobra potência instalada para geração de energia solar em 2021

O sol está ajudando Santa Catarina a gerar mais energia. O Estado mais do que dobrou a potência instalada com painéis fotovoltaicos ao longo de 2021, passando de 214,8 megawatts (MW), no início do ano passado, para os atuais 471,9 MW, um crescimento de 119,7%. Os dados constam em boletins divulgados pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

 

Com o incremento, Santa Catarina ganhou duas posições no ranking nacional e, agora, figura na quinta colocação. O Estado passou Paraná e Goiás e, agora, está atrás apenas de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. “Em um ano, a participação na geração nacional de energia solar subiu de 4,9% do total para 5,6%, um percentual muito expressivo, se compararmos o tamanho do Estado em relação aos demais”, diz o presidente da Associação dos Produtores de Energia do Estado de Santa Catarina (Apesc), Gerson Berti.

Embora esteja em expansão, a energia solar representa apenas 2,4% da matriz elétrica brasileira, dominada pela geração hídrica (57,6%). Somando geração centralizada e distribuída, a potência instalada de energia solar subiu de 1.160 MW, em 2017, a cerca de 13 mil atualmente.

Tecnologia do Google TradutorTradutor