WEG aposta que mercado de geração solar deverá seguir aquecido no Brasil - APESC | Associação dos Produtores de Energia de Santa Catarina
slideslide

WEG aposta que mercado de geração solar deverá seguir aquecido no Brasil

A WEG divulgou, em abril, que os números do 1º trimestre tiveram um impacto positivo devido ao aumento da demanda de geração solar. De acordo com André Menegueti Salgueiro, diretor de finanças e relações com investidores, a mudança de regulação favoreceu o crescimento do segmento.

“Apostamos que o ano será de destaque para a geração solar no Brasil e o mercado deverá seguir aquecido”, disse Salgueiro. Contudo, o diretor disse que como o projeto de energia solar é de ciclo curto não dá para avaliar e dizer que o segmento continuará em expansão em 2023. O relatório da WEG mostrou que a busca por fontes de energia renovável foi um dos motivos do crescimento de receita no Brasil. A WEG reportou um aumento de 23,5% em seu lucro líquido, para R$ 943,9 milhões.

Além disso, o diretor da empresa mostrou que o crescimento deverá ser contínuo e sustentável devido ao Motion Drives, energias renováveis e transmissão e distribuição. As margens são saudáveis, porém com o cenário global instável e mudanças no mix de produtos vendidos.

Tecnologia do Google TradutorTradutor